8 cuidados de beleza que toda mulher tem que ter depois dos 30 anos

Rugas, marcas de expressão, flacidez, manchas na pele…todos esses pesadelos femininos começam a se acentuar a partir dos 30 anos. É nessa fase que a pele começa a perder elasticidade, colágeno e hidratação natural. A boa notícia é que dá para evitar tudo isso se a mulherada seguir alguns rituais básicos de cuidados com a beleza.

Para te ajudar nessa, Donna te mostra 8 cuidados que toda mulher tem que a partir dos 30 anos, de acordo com a dermatologista Inaê Cavalcanti e a nutricionista Paula Castilho:

Tipos de envelhecimento da pele

Várias teorias foram propostas para explicar o processo do envelhecimento. A mais aceita cientificamente é a teoria do envelhecimento pelos radicais livres. Esta teoria expõe que a causa do envelhecimento da pele é resultado das alterações acumuladas devido as contínuas reações químicas que se produzem no seu interior. Durante estas reações formam-se os radicais livres, substâncias tóxicas que danificam as células e causam o envelhecimento.

Fatores externos também contribuem para o aumento da formação dessas moléculas: poluição, radiação ultravioleta do sol, cigarro, álcool, estresse, excesso de consumo de gorduras saturadas e substâncias tóxicas encontradas em alimentos e bebidas.

Consequências do envelhecimento na pele

– Aumento da espessura da pele;
– Diminuição do nível de hidratação;
– Diminuição da capacidade de renovação das células;
– Pigmentação irregular e falta de uniformidade na pele;
– Redução do número de fibroblastos e baixo nível de colágeno e elastina, o que leva a diminuição da capacidade de elasticidade.

cuidado de beleza

 

8 cuidados que as mulheres têm que ter a partir dos 30 anos

1. Investir em dermocosméticos desenvolvidos especialmente para a área ao redor dos olhos, pescoço e colo.

— Produtos com vitamina C são as melhores opções, já que a ação antioxidante deste ativo protege a pele e hidrata —, conta a dermatologista Inaê Cavalcanti;

2. Fazer esfoliação uma vez por semana também é importante, porque promove a renovação da pele.

— Dê preferência a esfoliantes com partículas em forma bruta, porque não ferem a pele —, acrescenta a médica.

3. Use filtro solar TODOS os dias, em todas as áreas expostas;

4. Faça exercícios físicos regularmente.

— Uma boa caminhada diária e atividades, como pilates, ioga e musculação dão conta do recado — , afirma a dermatologista;

5. Evite hábitos como bebida em excesso e fumo;

cuidado pele 3

6. Alimente-se bem e faça refeições balanceadas.

— O aumento dos radicais livres está relacionado ao envelhecimento, onde carências nutricionais de vitaminas A, E, C e de minerais como selênio e zinco, podem alterar esse processo fisiológico —, explica a nutricionista Paula Castilho.

As frutas e vegetais são as principais fontes de fibras, vitaminas e minerais e são fundamentais para nossa alimentação. Algumas oleaginosas (castanhas, amêndoas e nozes) e óleos vegetais (azeite, óleo de girassol e canola), também possuem antioxidantes potentes para a proteção da pele no combate dos radicais livres. A dica é consumir esses alimentos antioxidantes;

7. Tome suplementação de colágeno, porque é a partir dos 30 anos que a deficiência dessa proteína se acentua. A dermatologista explica que isso acontece porque os fibroblastos, que são as células que o produzem, vão perdendo sua capacidade de fabricação e vão ficando mais “preguiçosos”. Além disso, o corpo também passa a absorver menos oligoelementos e minerais essenciais para a produção da proteína.

O colágeno é reposto em nosso organismo por meio da alimentação equilibrada, mas somente a alimentação não é capaz de fornecer a quantidade ideal dessa proteína que nosso organismo necessita a partir dos 30-40 anos. É aí que entra a suplementação e os tratamentos. O colágeno hidrolisado faz com que nosso corpo mantenha a quantidade adequada de massa muscular e ajuda o organismo a reconstruir as fibras musculares perdidas. Quanto mais colágeno, mais proteína e mais força muscular. A suplementação, porém, precisa ser acompanhada e indicada por uma dermatologista, é possível ingerir em pó ou em fórmulas manipuladas.

8. Para quem prefere recorrer aos tratamentos no consultório, boas indicações são peelings químicos ou toxina botulínica.

— Esses tratamentos ajudam a renovação celular, podendo atenuar linhas de expressão e clarear manchas —, recomenda Inaê.

Fonte: Donna ZH

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Deixar um comentário

Intervenções na barriga ocupam o 3° lugar no ranking das cirurgias mais desejadas no Brasil

Mulheres que já tiveram filhos são as que mais procuram estes procedimentos

Quem não quer um abdômen sarado no verão e no resto do ano? Conforme pesquisa levantada pelo Ibope recentemente, as intervenções de dermolipectomia abdominal (cirurgia plástica do abdômen), ocupam o 3° lugar no ranking das cirurgias mais procuradas pelos brasileiros, com 16% da preferência. Estima-se que mais de 645 mil pessoas realizaram intervenções em 2009.

— Esse tipo de procedimento é muito procurado pelas mulheres, principalmente as que já tiveram filhos — diz o diretor do Centro Nacional Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn.

O procedimento remodela ao retirar o excesso de tecido (pele e gordura), que se acumulou abaixo do umbigo, e ao ajustar a cintura muscular flácida, de acordo com ele, a cirurgia no abdômen não tem a função de emagrecer, mas sim de remodelamento da barriguinha.

O procedimento tem maior excelência quando são retiradas pequenas quantidades de tecido.

— Em outros casos em que o paciente tem uma área maior para intervenção, o resultado também será positivo e proporcional ao restante do corpo, porém, devemos lembrar que acumulo de gordura em regiões vizinhas do abdômen ainda existirão, e associar um tratamento clínico ou fisioterápico poderá equilibrar o corpo do paciente — detalha o diretor.

Segundo Korn, é necessário que o paciente esteja ciente de todos os procedimentos cirúrgicos. Realizar todos os exames pré-operatórios é algo obrigatório, que deve ser feito pelo especialista cirurgião. Em casos de imprevistos, o operado deve contatar o especialista até 2 dias antes do procedimento, e evitar bebidas alcoólicas na véspera da cirurgia, auxiliará na excelência do pós-operatório, principalmente na cicatrização.

O processo de cicatrização leva no mínimo 14 dias para apresentar resultados, porém, o processo completo de fechamento dos pontos poderá durara até 18 meses.

— O paciente fica internado de 1 a 2 dias e deve evitar exercícios físicos, que por sua vez são retomados apenas com prescrição médica. O operado deve evitar o sol e friagem por um período mínimo de 2 semanas — alerta Korn.

Fonte: Donna ZH

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , | Deixar um comentário

Os benefícios da dieta anti-aging na prevenção às rugas

Dieta privilegia determinados elementos que ajudam o organismo a manter a elasticidade da pele

Muitas pessoas se preocupam com as tão temidas rugas. Seu possível aparecimento precoce, então, é visto como um grande problema. Segundo a nutricionista Aline Moscoso, realmente é possível dar uma mãozinha ao metabolismo e evitar o envelhecimento acelerado da pele.

— Sem truques mágicos ou receitas mirabolantes, e apenas com uma alimentação equilibrada, adequada as necessidades individuais, rica em alimentos antioxidantes e associada a hábitos de vida saudáveis, é possível minimizar e combater o envelhecimento — revela.

Conforme ela explica, o chamado grupo dos antioxidantes é formado por diversos nutrientes presentes em outros tantos alimentos e que têm por característica diminuir ou bloquear as reações induzidas pelos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento da pele.

Aline destaca que o envelhecimento ocorre de duas formas.

— Há fatores chamados intrínsecos, que são desencadeados por determinantes genéticos. Eles são inevitáveis e caracterizam-se pela gradual perda de vasos sanguíneos, pela diminuição do colágeno e das gorduras e fibras elásticas. Além disso, há o fator inexorável da idade. Por volta dos 30, 35 anos começam a surgir aquelas pequenas rugas finas na pele — explica.

A segunda forma de envelhecimento é decorrente de fatores chamados extrínsecos e que podem ser evitados ou ter seus danos reduzidos.

— O fotoenvelhecimento, como é chamado, é caracterizado pelo ação do sol (radiação UV), do calor, dos produtos químicos e do tabagismo — diz.

Segundo a nutricionista, uma dieta anti-aging eficaz privilegia determinados elementos como as vitaminas lipossolúveis (A,D,E) e as hidrossolúveis (C) e oligoelementos como zinco, selênio e magnésio. Além disso, a nutricionista lista alguns outros nutrientes que devem fazer parte da dieta, além de explicar onde encontrá-los e quais seus benefícios.

:: Colágeno

Para Aline, o colágeno é a substância fundamental para promover o rejuvenescimento, pois quanto mais ele estiver presente na pele, mais firme ela estará.

— As principais fontes de colágeno são os alimentos ricos em proteínas de origem animal como a carne vermelha, o frango e o peixe — destaca, ressaltando que, com o passar do tempo, o colágeno vai tornando-se mais rígido, sofrendo um declínio de qualidade quase que anualmente. Por este motivo, é possível afirmar que o envelhecimento da pele ocorre em paralelo com o decréscimo da síntese dessa substância.

:: Licopeno

O licopeno é um pigmento presente no tomate, por exemplo. No entanto, esse alimento é rico em água e o nutriente não se dilui nela. Por este motivo, o alimento cru não possui grandes benefícios para quem quer consumir a substância.

— Quando o tomate é o cozido, o calor faz com que parte dessa água evapore, facilitando a absorção do licopeno pelo organismo — ensina.

Além disso, a pimenta, o morango e a goiaba, além das variantes do tomate, como seu molho natural e seu suco, são ricos no nutriente.

:: Selênio

O selênio é outro elemento que deve estar presente na dieta anti-aging. Ele protege as células dos radicais livres, evita a flacidez e o envelhecimento da pele causado pelo sol.

— A castanha-do-pará, as nozes, os grãos integrais e os frutos do mar são ricos nesse elemento e são uma boa dica para fazer parte da rotina alimentar — explica.

:: Catequina

A cevada, as azeitonas, as pêras e o cacau são ricos em catequina, substância que pertence à família dos polifenois e que é considerada um poderoso antioxidante.

— Essa substância é muito importante, pois ela inibe os danos causados no DNA pelos radicais livres e também combate a inflamação da pele causada pelos raios UV — destaca.

:: Vitamina C

Em um estudo apresentado pelo American Journal of Clinical Nutrition, foi investigada a associação do consumo de determinados nutrientes e a aparência da pele. Ao todo, 4025 mulheres com idade entre 40 e 74 anos participaram voluntariamente do estudo. Segundo a nutricionista, duas conclusões foram bem importantes para determinar a influência dos alimentos no processo de envelhecimento.

— O consumo de vitamina C foi associado à menor presença de rugas. Sua escassez, no entanto, está associada à desidratação e à atrofia da pele. Além disso, ficou comprovado que dietas com maiores quantidades de carboidratos e gordura estão associadas à maior presença de rugas na pele — diz.

Fonte: Donna

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Dicas de Beleza | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Novas técnicas de lifting rejuvenescem o rosto, mantendo aspecto mais natural

Tire suas dúvidas sobre o procedimento que ajuda a deixar a pele mais jovem

Lasers que prometem um rosto jovem, preenchimentos que garantem acabar de vez com as marcas de expressão e até clínicas dermatológicas que oferecem cirurgia de pálpebras. Cuidado, os resultados podem deixar a desejar e, pior, exigirem outros tratamentos complicados. O alerta vale principalmente se o objetivo for rejuvenescer a face.

Depois de anos de exposição solar, estresse e efeito da gravidade, o que realmente recupera a elasticidade e acaba com a flacidez da pele do rosto e do pescoço é a plástica de lifting. A técnica até se modernizou para concorrer com os tratamentos das clínicas de estética e tem a vantagem de proporcionar um efeito duradouro.

Se a ideia é ter um tratamento completo, só os procedimentos dermatológicos e estéticos talvez não resolvam tudo, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Apenas o lifting de face – técnica cirúrgica – proporciona o rejuvenescimento total, eliminando a flacidez.

— Em casos complexos, uma face com flacidez, cheia de rugas e vincos acentuados em diversas partes, a melhor opção continua sendo operar — afirma o cirurgião plástico Sebastião Nelson Edy Guerra, presidente da SBCP.

Natale Ferreira Gontijo de Amorim, pesquisadora-chefe da Clínica Ivo Pitanguy, faz a mesma advertência, lembrando ainda que dermatologistas não têm a mesma formação de um cirurgião plástico.

— O laser, por exemplo, apenas melhora a qualidade da pele e, portanto, é um método complementar, não substituindo o lifting de face. O aparelho não acaba com a flacidez em grau moderado ou grave — acrescenta a cirurgiã.

Paulo Roberto Leal, chefe do Serviço de Cirurgia Plástica e Microcirurgia Reconstrutora do Instituto Nacional de Câncer (Inca), vai além, afirmando que cirurgias delicadas, como a de pálpebras, devem ser executadas somente por quem tem um longo treinamento de cirurgião, pois suas sequelas poderão ser graves. E comenta que lasers e outros recursos não cirúrgicos só funcionam bem em mãos experientes.

— Não raro recebo pacientes que sofreram sérios danos ao se submeterem a tratamentos estéticos com profissionais não qualificados, e às vezes esses problemas são irreversíveis — conta Leal.

PELE COM ASPECTO MAIS NATURAL

Se a única solução para ter novamente um rosto com a aparência jovem for encarar o bisturi, também é preciso saber em detalhes os prós e contras. Os cuidados no pós-operatório são muitos, com uma série de restrições para não botar tudo a perder. No lifting os médicos aproveitam para tratar a musculatura superficial da face e do pescoço, reposicionando a gordura das bochechas, quando caídas, e aspiram a gordura sob o queixo (a papada), se necessário.

— O objetivo é deixar a pele jovem com aspecto natural, sem parecer que foi puxada. Quanto maior a flacidez, mais extensa será a cirurgia, exigindo mais cortes — explica Natale. — Se a pessoa tiver excesso de pele e bolsas de gorduras nas pálpebras, essas queixas são tratadas durante o lifting ou em outra cirurgia. Isso vale também se quiser corrigir a queda da ponta do nariz.

Para o resultado ficar bem natural, as incisões hoje acompanham os contornos da orelha; assim ficam escondidas, podendo ser estendidas para dentro do cabelo. Um outro avanço na técnica é recolocar no lugar as bolsas malares que formam as maçãs do rosto.

— Com a idade, nossa face vai ficando com um desenho retangular e alongado. Depois do lifting é visível a face mais cheia na região da maçã e fina embaixo. Além de recuperarmos o contorno da juventude, suavizamos os sulcos ao redor da boca — explica Natale.

PÁLPEBRAS NO LUGAR CERTO

Também Paulo Leal afirma que a recuperação das maçãs do rosto é uma das vantagens do lifting em relação às técnicas não cirúrgicas. Para fazer isso, os cirurgiões podem enxertar gordura retirada da barriga do próprio paciente. E ele acrescenta que a correção das pálpebras é, no mínimo, metade do sucesso da operação:

— Hoje no lifting há tendência a fazer incisões menores, principalmente nos pacientes mais jovens.

Um outra novidade no lifting, mas que não chega a encantar a todos os cirurgiões, é a videoendoscopia, um método que facilita a visualização dos músculos da face. A técnica tem a sua melhor indicação na plástica da fronte, especificamente a área da testa e das sobrancelhas, que afrouxam com a idade. Com a videoendoscopia eleva-se essa parte do rosto sem deixar grandes cicatrizes no couro cabeludo, e ela ajuda a atenuar algumas expressões faciais.

— A videoendoscopia proporciona um efeito semelhante ao da aplicação da toxina botulínica, mas nem todos os cirurgiões gostam de usá-la — afirma Leal.

Já Natale acha que a videoendoscopia para fazer o rejuvenescimento facial só vale para as alterações muito visíveis na testa, e ela prefere indicar as aplicações de toxina botulínica.

O lifting proporciona um resultado definitivo por cinco a dez anos, em média, mas o envelhecimento natural continua, lembram os cirurgiões. Então o efeito dependerá muito de hábitos, especialmente no que diz respeito aos cuidados com a sua pele.

— Dependendo da avaliação, em situações mais complexas, uma nova intervenção após o primeiro ano complementa a primeira operação — diz Sebastião Guerra.

E Paulo Leal lembra que as pessoas não são iguais, reagindo de forma diferente ao lifting.

— Há quem perca mais precocemente os efeitos do lifting. Até fatores emocionais influenciam.

Fonte: Globo

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Mulheres que fumam envelhecem mais precocemente

Fotos de irmãs com diferentes hábitos impressionam pela qualidade da pele

O cigarro envelhece. Muda a pele, os dentes, os cabelos e afeta desde a fertilidade até o coração, os pulmões e os ossos. Na foto das gêmeas mostrada pelo site WebMD , a gêmea B (à direita) fumou metade de um maço por dia durante 14 anos, enquanto sua irmã nunca fumou. A pele solta embaixo dos olhos é uma característica típica dos fumantes, assinala o médico Bahman Guyuron, da Case Western Reserve University. Como a gêmea B fumava, sua pele também ficou mais sensível ao sol e os sinais de envelhecimento apareceram mais cedo.

Fumar priva a pele de oxigênio e nutrientes. Alguns fumantes ficam mais pálidos, enquanto outros acabam ficando com uma coloração pouco uniforme. As mudanças cutâneas não costumam aparecer na juventude, mas ficam evidentes após os 30 anos.

A dermatologista Jonette Keri, da Universidade de Miami, afirma que é impossível escapar ileso dos efeitos negativos do fumo. Existem mais de 4 mil substâncias químicas no tabaco, e a maioria acelera a destruição do colágeno e da elastina, que dão sustentação à pele.

— Fumar, ou até mesmo inalar a fumaça do cigarro, atrapalha a regeneração celular — conclui Jonette.

Fonte: Globo

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Lipoaspiração a laser promete recuperação mais rápida e menos traumática

Quando a dieta e a malhação não conseguem acabar com as gordurinhas localizadas, a lipoaspiração passa a ser o principal objeto de desejo das pessoas mais vaidosas. Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) revelam que, junto à mamoplastia de aumento, ela lidera o ranking das cirurgias estéticas mais realizadas no país.

Ao longo dos últimos 20 anos, o procedimento tornou-se mais seguro, mais acessível e pode ser conduzido com diferentes técnicas. A mais recente delas é a lipoaspiração a laser, também conhecida como lipolaser ou laserlipólise. O calor emitido por essa fonte de energia derrete a gordura e permite o uso de cânulas bem fininhas, proporcionando um corpo remodelado sem as conhecidas agressões do método convencional.

Para o cirurgião plástico Alexandre Senra, médico do Hospital Albert Einstein (São Paulo) e especialista da SBCP, a modalidade tem mostrado excelentes resultados. Ele explica que o trauma na região operada é menor e que a lipo a laser é praticamente indolor.

— Além disso, a retração da pele é uma grande vantagem dessa técnica. O laser estimula a produção do colágeno, reduzindo a flacidez. O sangramento é mínimo e a recuperação é muito mais tranquila — afirma o especialista, que há 10 anos lança mão do método.

Segundo Senra, 90% daqueles que fazem a lipolaser voltam a trabalhar no dia seguinte e estão liberados para atividades físicas uma ou duas semanas depois.

— Mas não basta ter o equipamento à disposição. O cirurgião deve ter treinamento com a tecnologia para conduzir o procedimento com segurança, proporcionar bons resultados e pós-operatório melhor do que as lipos convencionais — alerta.

Em Brasília, o laser tem conquistado pacientes e profissionais, como a cirurgiã plástica Ivanoska Filgueira, que o considera um avanço capaz de revolucionar a cirurgia estética. De acordo com a médica, a energia chega ao local da intervenção por via transcutânea e é regulada para destruir somente as células de gordura, sem danificar os vasos vizinhos. Pelos métodos mais tradicionais, os traumas vasculares e nervosos da região tratada são praticamente inevitáveis.

— A luz do laser facilita muito o trabalho do profissional. O risco de perfuração de outras estruturas é praticamente zero, o inchaço e os hematomas são bem minimizados e o paciente recebe alta hospitalar no mesmo dia. Às vezes, nem é preciso pontos — diz.

Cuidados
Quando o local da intervenção é pequeno, como o pescoço, os flancos ou os braços, os cirurgiões nem chegam a aspirar a gordura dissolvida pelo laser. O produto é eliminado pelo próprio organismo, por meio dos rins ou do intestino. Se a área é maior, a camada gordurosa é sugada por uma cânula com diâmetro menor que as usadas nas outras técnicas. A anestesia pode ser local. No entanto, ainda que menos invasiva, a lipolaser continua a ser um procedimento médico. A operação deve ser bem indicada e realizada em centros cirúrgicos.

Correio Braziliense

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , | Deixar um comentário

Ibope aponta as cirurgias plásticas preferidas dos homens

Os homens podem até não ser tão vaidosos quanto as mulheres, mas a cada ano que passa eles investem mais na aparência.

Um recente levantamento do Ibope comprova esse crescente interesse do público masculino por cuidados estéticos como o das cirurgias plásticas.

Veja quais foram as intervenções cirúrgicas mais populares do ano passado entre os pacientes homens no Brasil:

1) Cirurgia de pálpebra
2) Cirurgia de nariz
3) Lipoaspiração
4) Cirurgia de face (lifiting)
5) Cirurgia de orelha

Fonte: Donna ZH

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Deixar um comentário

Cirurgia x Cigarro

Vários cirurgiões plásticos preocupam-se em operar pacientes fumantes. Conheça as razões e apague de vez esse problema de sua história.

O cigarro concentra 4 mil substâncias tóxicas e pode interferir na cicatrização ou comprometer o resultado de uma cirurgia.

A cicatrização do corte cirúrgico está relacionada com as condições da circulação, já que é o fluxo de sangue que irriga os tecidos e leva nutrientes e oxigênio à camada superficial da pele.

Em pacientes fumantes, esse processo fica comprometido. As substâncias nocivas do cigarro intoxicam o organismo e engrossam o sangue, que acaba circulando com mais dificuldade. Essa má circulação faz com que vários nutrientes e proteínas importantes cheguem em menor quantidade nas áreas de tecido que precisam cicatrizar.

O cigarro provoca vasoconstrição, ou seja, diminui o tamanho dos vasos sanguíneos. Esse fato também compromete a circulação e pode até causar a morte de algumas células, a chamada necrose. Se isso acontece, a cicatriz pode ficar escura e alta, apresentando quelóide. Uma das conseqüências da má cicatrização é a hiperpigmentação da cútis causada pelo depósito de melanina nas regiões onde há acúmulo de nicotina. As toxinas do cigarro fazem as paredes dos vasos ficarem porosas, facilitando o contato com o pigmento presente no sangue.

Os cirurgiões plásticos normalmente solicitam aos pacientes fumantes que procurem deixar o cigarro de lado pelo menos um mês antes da cirurgia. Esse período de trinta dias já faz uma grande diferença na recuperação. Para regenerar a região cortada, o organismo precisa de uma quantidade grande de oxigênio e quem fuma não tem esse componente em quantidade suficiente.

O pós-operatório dos fumantes costuma ser mais complicado do que o dos não fumantes. Há um maior mal-estar e riscos mais sérios de infecções. Além disso, os fumantes tendem a tossir mais e a força do ato pode abrir os pontos cirúrgicos. O tensionamento decorrente da tosse causa dor e força o corte, dificultando a regeneração.

Em suma, para quem quer encarar uma cirurgia e garantir bons resultados é fundamental abandonar o vício bem antes da operação. Vale mesmo a pena, tanto pela saúde quanto pela beleza. Quer mais razões para apagar de vez o cigarro?

Fonte: Fique Linda

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Incômoda estria minha

Nessa época de calor, todo mundo quer usar roupas que deixem o corpo mais à mostra, mas isso nem sempre é possível, pois as estrias marcam território.

Normalmente, as estrias, aquelas marquinhas avermelhadas ou esbranquiçadas que parecem algum tipo de corte, se alojam nos braços, costas, barriga, seios, quadris e na preferência nacional, o bumbum. E isso para a infelicidade de todos, homens e mulheres, pois o problema afeta ambos os sexos e não existe cirurgia plástica para resolver o problema, de acordo com o cirurgião plástico, Dr. Flávio Favano Júnior. Ele explica que não há tratamento científico para estrias, uma vez que elas são espécies de cicatrizes causadas pelo rompimento das fibras elásticas da pele.

A cirurgia plástica de abdominoplastia ou dermolipectomia, indicada para retirar excesso de flacidez e gorduras da barriga, causada por gestação ou perda excessiva de peso, produz muitas das dúvidas sobre a existência ou não de um procedimento cirúrgico para estrias. O motivo é que algumas estrias estão localizadas justamente nas áreas em que a cirurgia é feita e, por isso, acabam sendo removidas com a parte de pele em que estavam.

O Dr.Favano explica que as estrias podem ocorrer por causa do crescimento, ganho de peso e a gravidez em si. Ele completa que a única forma de evitar estrias é mesmo cuidando do corpo e, ainda assim, corre-se o risco de, no crescimento, acontecer um rompimento nas fibras de colágeno e elastina que dão elasticidade à pele. Até mesmo exercícios em excesso podem causar estrias.

Fato é que ninguém está livre delas, que podem aparecem em ambos os sexos, em qualquer fase da vida.
Alguns medicamentos podem reduzir a elasticidade natural da pele, como os a base de corticóides. Também fatores genéticos podem estar relacionados com a pouca elasticidade da pele e alterações hormonais ainda entram na lista, pois alteram as proteínas da derme.
Não existe qualquer tipo de cura para as estrias, mas o que pode ser feito, e normalmente dá bons resultados, são os tratamentos estéticos, que as amenizam e disfarçam.

Fonte: brasilescola.com

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Creme promete eliminar em definitivo os pelos femininos

Produto de origem turca foi liberado para venda no Brasil

Quem costuma consumir ou pesquisar sobre cosméticos importados já ouviu falar dele. Agora o creme que promete acabar com incômodos pelos de forma definitiva chegou ao Brasil.

A Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – aprovou a liberação do produto de origem turca Bioxet, cuja ação se dá após a depilação tradicional. O produto já é utilizado em países como Espanha, Holanda e Portugal.

O fabricante afirma que o creme pode ser aplicado tanto na face e nas axilas quanto nas pernas e na virilha, partes que as mulheres costumeiramente depilam. A substância age no crescimento dos pelos, evitando que cresçam novamente após a retirada por outros meios como gilete ou cera.

Segundo o material de divulgação, o creme contém ácidos hidroxicinâmicos, isoflavona, flavonoide e lignan (elaborado a partir de compostos encontrado em plantas). A aplicação é indolor, ao contrário dos tratamentos com laser, até então a única alternativa para evitar o crescimento dos pelos.

A pesquisa que ampara a promessa do creme, elaborada pelo laboratório alemão Dermatest, apontou que após três meses de uso os pelos diminuem em 46%. A previsão total de tempo para que os pelos sejam completamente exterminados é de oito meses. Não é preciso receita médica para a utilização.

Fonte: Donna ZH

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Dicas de Beleza | Com a tag , | Deixar um comentário

Mulheres aderem a plásticas para ficarem com panturrilhas torneadas no verão

Cirurgia também é opção de muitos homens: entenda como funciona

O número de intervenções cirúrgicas realizadas nas batatas da perna, conforme levantamento feito pelo Ibope, ficou em quarto lugar no ranking das próteses de silicone mais procuradas, ficando atrás apenas dos seios. A cirurgia deixa a região das pernas mais torneadas, e não deixa ninguém na mão durante o verão, uma vez que a prática de exercícios físicos às vezes não resolve o problema, essa possibilidade atrai a atenção de homens e mulheres.

Conforme pesquisa feita pelo Ibope, 2.238 mulheres e 139 homens, no ano passado já se submeteram a intervenções cirúrgicas nas panturrilhas. No ranking da pesquisa, as batatas da perna ficam atrás dos implantes nas mamas, tórax, glúteos e queixo.

— Esse tipo de cirurgia está se popularizando por toda América Latina — declara o diretor do Centro Nacional Cirurgia Plástica, Arnaldo Korn.

Só em 2009 a alta foi de 15% sobre 2008, puxada pelos estados São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A média de procura em 2010 deve chegar aos 30%, segundo projeções de mercado de produção de próteses.

— É uma cirurgia que atrai os homens e mulheres, e estimula a auto-estima e padrões de beleza — afirma Korn.

Segundo Korn, esse tipo de cirurgia é muito procurado, uma vez que as mulheres queixam-se que suas pernas são finas de mais, e não estão contentes com os resultados estéticos dos exercícios físicos. Ou seja, não basta apenas malhar as pernas, uma vez que as panturrilhas são projetadas para aguentar todo o peso de nosso corpo.

— Muitas mulheres evitam usar saias e shorts, justamente, por que as panturrilhas não são proporcionais ao corpo, mesmo com atividades físicas. Hoje às cirurgias tem mais propósitos estéticos, uma vez que no passado, era indicado apenas para pacientes que possuíam atrofia muscular, como a causada principalmente pela poliomilote — destaca o diretor do Centro Nacional Cirurgia Plástica.

Conforme Arnaldo Korn, o procedimento é mais simples do que colocar implantes de silicone nos seios, depois da anestesia é feita uma pequena incisão na parte de trás do joelho, por onde são inseridos todos os equipamentos cirúrgicos que separam o músculo das batatas da perna e a pele que o recobre, ai é colocado à prótese.

— O paciente pode ir para casa no mesmo dia, e só pode voltar a fazer exercícios físicos apos 40 dias — diz ele.

Fonte: Donna ZH

Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Novo tratamento a laser promete acabar com papadas e outras gorduras localizadas

Procedimento ajuda a tratar áreas como abdômen e braços

Simone Intrator

Um novo procedimento que associa dois laseres, recém-aprovado pelo FDA (Food and Drugs Administration, a agência americana que regula remédios e alimentos) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), chega ao Brasil com a promessa de acabar de vez e já para este verão com os papos, as gordurinhas nos braços, os pneus no abdômen, as dobras nas costas e todas as outras pequenas saliências que dão mais volume ao corpo e não foram eliminadas nem com ginástica nem com dieta.

Apresentado no Congresso da Escola de Medicina de Harvard, que aconteceu em outubro em Boston, nos Estados Unidos, o SlimLipo, que usa a tecnologia de laserlipólise, é um método minimamente invasivo, que consiste na introdução de uma cânula fina feita com anestesia local. Onde será feito o tratamento agem o laser 924nm, que derrete a gordura, e o 975nm, o grande diferencial da técnica, por fazer a remodelação do colágeno e a contração da pele, reduzindo as chances da flacidez cutânea.

A dermatologista Paula Bellotti, especialista em laser, que está fazendo as aplicações em sua clínica, acha que o novo aparelho não substitui a lipoaspiração, porque é ideal para tratar regiões pequenas. Mas representa grandes avanços, principalmente porque não aspira a gordura, mas, sim, a dilui, não tendo riscos aos pacientes.

— É uma técnica muito eficaz para evitar a flacidez cutânea e para ser utilizada em pequenas áreas. É um método mais simples, menos agressivo ao organismo e com um pós-operatório mais tranquilo, em que não há a fibrose, comum na lipoaspiração tradicional. Ao mesmo tempo em que se retira a gordura, liquefazendo-a, tratamos a pele — explica a médica.

Gordura é eliminada naturalmente

A técnica pode ser feita no consultório dermatológico, por cirurgião plástico ou dermatologista, desde que em áreas pequenas do corpo. Se for utilizado para áreas maiores, o procedimento deverá ser feito no centro cirúrgico. O resultado é rápido: no caso da papada, por exemplo, em sete dias já se nota diferença no volume. Três meses depois a pessoa já não tem mais a gordura localizada nem a flacidez, porque já houve tempo para ser produzido colágeno naquela região. O paciente não leva pontos e a gordura derretida entra naturalmente no metabolismo e depois é eliminada.

— Outra vantagem da laserlipólise é que ela pode ser associada a tratamentos para combater a celulite, porque desfaz áreas de fibrose. E o cirurgião plástico que quiser pode usá-la na lipo tradicional — diz a dermatologista Daniela Nunes.

Outras novidades apresentadas em Harvard, já aprovadas pelo FDA e só esperando o aval da Anvisa para chegarem aqui, também surgem com a promessa de melhorar os tratamentos de rejuvenescimento e os de combate às gorduras localizadas.

O Zeltiq (nome do aparelho), por exemplo, inova no combate à gordura localizada ao usar a técnica da criolipólise — e não do aquecimento. Através do resfriamento da região, que chega a 5 graus Celsius negativos, as células de gordura morrem e, depois, são naturalmente eliminadas.

— O procedimento também é ideal para tratar pequenas áreas de gordura. Mas o resultado não é imediato. As sessões devem ser feitas a cada dois, três meses – explica a dermatologista Graça Silveira. — Não é um tratamento para ser feito toda semana.

Graça só faz uma ressalva.

— Não sabemos se a gordura voltará caso a pessoa engorde. É preciso continuar cuidando da alimentação e praticando atividade física para os resultados serem efetivamente melhores — afirma ela sobre o Zeltiq, desenvolvido pela equipe do médico Richard Rox Anderson, considerado o “papa” e o pioneiro nos tratamentos a laser.

Daniela Nunes acredita que o Zeltiq chegará ao Brasil até o fim do ano.

— Os resultados para tratar áreas com gorduras localizadas como abdômen e braços têm sido excelentes. Mas vale dizer que a aplicação para cada área é bem demorada. Nos Estados Unidos, o paciente recebe até um minicomputador para ficar entretido durante as sessões — diz Daniela.

Outro equipamento prometido para o começo do ano que vem é o Ulthera, que foi apresentado em Harvard pelo médico Vitor Ross, um dos mais respeitados especialistas da área de estética e dermatologia.

— O Ulthera, um equipamento de ulrassom fracionado, tem a mais moderna tecnologia para tratar a flacidez cutânea, principalmente a da face. O ultrassom atinge a célula —explica Paula Bellotti.

Graça Silveira explica que o Ulthera tem um ponto de coagulação mais profundo e que funciona bem para elevar as sobrancelhas.

AGÊNCIA O GLOBO

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Dermatologista esclarece as diferenças entre os principais preenchedores do mercado

Veja o que cada caso estético exige e quais são os resultados prometidos

Adiar a plástica com um dos vários preenchedores disponíveis no mercado é o sonho de muitas mulheres, mas poucas sabem que cada método funciona para um tipo de ruga. O cirurgião plástico Rodrigo Mangaravite, autor do livro “O que a cirurgia plástica pode fazer por você”, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), explica que o o preenchimento só atenua pequenas marcas de expressão e aumenta o volume de determinadas áreas, como os lábios.

— É um procedimento mais indicado também quando o paciente não tem muito tempo para recuperação e quer um resultado imediato. Quando os sinais de envelhecimento da face são mais aparentes, com a queda da musculatura e flacidez da pele do rosto, ou quando a paciente deseja um resultado mais duradouro, o ideal é fazer uma cirurgia plástica — explica o médico.

Os dois melhores preenchedores disponíveis nos consultórios médicos, segundo Mangaravite, são a toxina botulínica (como o Botox) e o ácido hialurônico. As substâncias são indicadas para corrigir imperfeições nas maçãs do rosto, no sulco naso-geniano (o bigode chinês), dar volume nos lábios, realçar o contorno facial ou o queixo, e apagar as pequenas rugas entre as sobrancelhas.

— Para garantir um resultado natural, o importante é não exagerar. O excesso pode deixar o resultado artificial. Também é muito importante procurar um médico capacitado e com experiência em preenchimentos.

Cofira as principais diferenças entre a toxina botulínica e o ácido hualurônico:

Toxina botulínica - Funciona relaxando a musculatura, evitando sua contração e a formação de vincos. É indicada para rugas da testa, sulcos entre sobrancelhas, rugas no entorno dos olhos, para elevar e corrigir irregularidades nas sobrancelhas. Pode ser aplicada nas axilas para controlar o suor excessivo. Não costuma provocar inchaço e os resultados aparecem em 3 a 5 dias. Durante a sessão, o médico aplica pomada anestésica na área que será tratada. Seu efeito dura cerca de seis meses.

Ácido hialurônico - Preenche rugas e sulcos aumentando o volume do local aplicado. Como estica a pele, acaba atenuando rugas e marcas de expressão. É indicado para aumentar os lábios, definir o contorno e diminuir rugas ao redor da boca, corrigir vincos no sulco naso-labial, preencher cicatrizes pequenas e melhorar depressões no rosto. A área tratada costuma ficar um pouco inchada no dia seguinte da aplicação e o resultado é imediato. Durante a sessão, o médico aplica anestesia local como a usada no dentista ou pomada anestésica. O resultado dura de 6 meses a um ano.

Fonte: Donna

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , | Deixar um comentário

Técnica cirúrgica com agulhas é a nova aposta no tratamento para estrias

Marcas indesejáveis na pele podem ser amenizadas. Ainda não há, cientificamente, nenhum tratamento que elimine em 100% as estrias

As estrias são um problema comum e levam homens e mulheres a procurarem tratamentos estéticos para amenizar ou mesmo eliminar essas marcas. Atualmente, há quem preconize que elas não têm cura e que, para suavizar sua aparência, há somente tratamentos paliativos.

— Todos os tratamentos visam a estimulação dos fibroblastos para a produção de colágeno — explica o dermatologista Gilvan Alves, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional do Distrito Federal. Entre as inovações tecnológicas para o problema, encontra-se a técnica cirúrgica intitulada Agulha de Ranulfo, que faz um descolamento mais rápido e eficiente das estrias. Trata-se de uma variação da subcisão – técnica de descolamento já usada para tratar a celulite. Nesse caso, a subcisão foi adaptada para aplicação na própria derme, e não na gordura, como no caso da celulite.

— Com essa técnica, promove-se um trauma para que na região da estria se forme colágeno. A grande vantagem da técnica é que pode ser aplicada em estrias brancas e vermelhas e tem recuperação mais rápida — explica Rogério Ranulfo, criador do método.

Mesmo com os tratamentos já disponíveis e as inovações que estão chegando aos consultórios dermatológicos, o ideal é apostar em um trabalho preventivo.

— A prevenção ainda é o melhor tratamento. Cautela na perda ou ganho de peso rápido pode ajudar a evitar o aparecimento de estrias, especialmente em grupos de alto risco, como os adolescentes e as gestantes — aconselha Alves. Segundo ele, é importante manter a hidratação adequada no local para inibir o desenvolvimento das estrias.

PALAVRA DO ESPECIALISTA

O LASER É UMA BOA ALTERNATIVA PARA ELIMINAR AS ESTRIAS?
Ainda não há, cientificamente, nenhum tratamento que elimine em 100% as estrias. A melhor opção é a combinação de métodos. Por exemplo: o uso do laser CO2 em combinação com o Erbium e o Yag. O de CO2 é mais superficial e os outros dois agem mais profundamente, remodelando o colágeno e encolhendo a derme, assim dando um novo aspecto à pele.

POR QUE NÃO HÁ UM TRATAMENTO TOTALMENTE EFICAZ?
A indústria farmacêutica adoraria achar um creme para estrias, pois esse é um problema que afeta as mulheres de todo o mundo. Assim como a celulite, 99% das mulheres apresentam algum grau de estrias, devido a problemas hormonais. Os laboratórios investem muito, mas ainda não há uma solução. As estrias são cicatrizes e, se for obtido um tratamento para elas, a medicina também resolverá o problema da cicatriz.

QUAL TÉCNICA APRESENTA MELHOR EFEITO: A CIRURGIA OU O LASER?
Na minha opinião, a técnica de subcisão tem melhor resultado no tratamento da celulite. No caso das estrias, o procedimento pode causar hemorragias e deixar manchas na pele. Para mim, o laser é superior à cirurgia.

EXISTEM DOENÇAS QUE FACILITAM O APARECIMENTO DE ESTRIAS?
Sim. Há distúrbios endócrinos, como a síndrome de Cushing, que provocam estrias. E até a obesidade, hoje considerada doença, é uma das principais causas do problema, pois com o ganho de peso, a pele estica e rasga as células epiteliais, formando as estrias.

Fonte: Gilvan Alves é presidente da sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Distrito Federal

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Não é só uma “luzinha”

O laser revolucionou tratamentos estéticos, mas é bom tomar alguns cuidados antes de aderir à moda

Quando, há alguns anos, dermatologistas anunciaram a depilação a laser, mulheres e homens finalmente vislumbraram uma esperança de acabar com a mais famosa sessão de tortura moderna. O laser também revolucionou tratamentos de manchas, varizes, rejuvenescimento facial, de pescoço e até das mãos, tornando procedimentos mais eficazes e reduzindo o tempo de recuperação. Em contrapartida, o mau uso provoca graves consequências.

Levantamento da Sociedade Brasileira de Laser revelou que manchas, cicatrizes e queimaduras são os problemas mais comuns relatados por pacientes insatisfeitos com os resultados obtidos depois de sessões a laser. Os relatos vieram a partir de e-mails, queixas em consultórios e na Justiça. As contas da SBL assustam: na última década, as reclamações relacionadas a tratamentos com o uso dessa tecnologia aumentaram 200% quando comparadas aos 10 anos anteriores. Em primeiro lugar, estão as queixas ligadas a procedimentos dermatológicos, seguidas pelos vasculares, como cirurgias de varizes.

Segundo o cirurgião plástico Cláudio Roncatti, diretor executivo da Sociedade Brasileira de Laser, embora seguro, o laser não é inofensivo.

– As pessoas acham que é só uma “luzinha” e, se é só uma “luzinha”, não tem problema. Há até lojas que vendem aparelhos de alta potência por R$ 400 – alerta.

Uma recomendação importante é ter o acompanhamento de um especialista na técnica e no problema.

– O laser tem que ser feito por um médico. Alguém que entenda do coeficiente de absorção dos tecidos, de pigmentos, de profundidade da pele, até mesmo para dizer o que é tratável com o laser e o que não é – orienta Roncatti. – Existem manchas que, a olho nu, são idênticas. No entanto, uma se trata com uma única sessão de laser e a outra pode exigir pelo menos 12 sessões. Só um médico vai saber diferenciar e explicar o procedimento correto.

Segundo Alexandre Filippo, coordenador do departamento de laser da Sociedade Brasileira de Dermatologia, um ponto que contribuiu para o aumento no número de reclamações de pacientes tratados com laser foi a entrada de empresários no ramo, o que culminou na multiplicação de clínicas de estéticas que oferecem tratamentos a baixo custo e parcelados.

– É preciso ficar atento a essas clínicas. Na maioria delas, o responsável é um enfermeiro, um técnico ou um médico recém-formado – diz.

As clínicas também deixam a desejar na manutenção.

– Um aparelho desregulado pode causar queimaduras ou mesmo não dar nenhum resultado. Hoje barateou-se muito o tratamento com laser. Não dá para ter os melhores resultados com o mínimo do preço – completa o dermatologista Erasmo Tokarski, especialista em laser.

Outro fator a ser considerado é que cada ponteira do laser, a parte da máquina que emite a luz, tem uma indicação. Depilação, remoção de tatuagens e rejuvenescimento exigem ponteiras diferentes. Desconfie, portanto, de quem diz ter um aparelho “que faz tudo”. Além disso, cada paciente exige regulagem própria.

– A pele oriental tem uma cicatrização diferente da branca e, para a pele negra, só existem dois tipos de laser indicados para depilação. Sem saber disso, é mais fácil queimar ou manchar uma pessoa – diz a dermatologista Isabel Martinez, da Academia Americana de Laser.

Fonte: Donna

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Confira uma check-list da necessaire para curtir o verão com a beleza em alta

Foto: Eduardo Carneiro

Hidratar o corpo e a pele ajuda a passar pela estação com tudo em dia

GABRIELA HAAS

A estação do sol traz consigo prazeres típicos da época, como as férias em família, a prática de atividades ao ar livre, viagens à praia e banhos de piscina. O período, porém, também exige cuidados extras no que diz respeito à proteção da pele, que sofre a ação de uma série de agentes que agridem o tecido.

Para prevenir as consequências negativas dessa exposição excessiva, profissionais dão dicas de procedimentos simples que evitam que se guarde lembranças desagradáveis do verão, depois que a estação termina. Quem pretende curtir os meses de calor sem abrir mão da saúde, pode aproveitar o mês de novembro para preparar o organismo. Beber bastante líquido, fazer exercícios, se alimentar corretamente e abusar dos hidratantes são algumas das recomendações sugeridas pelas dermatologistas Caroline Garcia Feijó e Suzana Hampe. Continue lendo

Publicado em Dicas de Beleza | Deixar um comentário

Ácido hialurônico é alternativa eficaz para o tratamento de celulite

Acido Hialuronico tratamento celulite Tiago ValentiSubstância ajuda a atenuar as depressões causadas pela inflamação das células subcutâneas

Se as mulheres pudessem eleger a vilã número um da beleza feminina, a eleita certamente seria a famigerada celulite. Para combater este mal, a estética médica disponibiliza uma série de tratamentos que visam atenuar o aspecto ondulado que a celulite provoca na pele. Com a chegada do verão, a busca por tratamentos aumenta e a grande oferta de técnicas salvadoras provoca um nó na cabeça das pacientes.

Entre os tratamentos mais famosos, encontram-se a carboxiterapia, injeções antigordura, cosméticos anticelulite, massagens e aparelhos específicos desenvolvidos para atenuar os “furinhos” desagradáveis. Para o verão 2011, a vedete da tropa anticelulite atende pelo nome de preenchimento com ácido hialurônico.

A substância, que se tornou conhecida devido ao seu uso em procedimentos de aumento de volume labial e atenuação de linhas de expressão na face, é aplicada com uma cânula nas depressões mais profundas da pele.

— Seu uso é indicado para pacientes com celulite caracterizada por retrações que causam aquele aspecto de casca de laranja. Após uma anestesia local infiltrativa, libera-se a trave fibrosa do tecido que causa a depressão e depois injeta-se o ácido hialurônico — explica a especialista em medicina estética da Clínica Scipioni, Sharon Senger.

A ação do procedimento é temporária, durando aproximadamente dois anos. Porém, após este período, o local no qual é aplicado o ácido hialurônico mantém um aspecto satisfatório devido ao estímulo de produção de colágeno causado pela substância. A técnica é rápida e não exigem internação.

Fonte: Donna DC

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , | Deixar um comentário

Conheça cinco tratamentos profissionais contra a celulite

Conheça cinco tratamentos profissionais contra a celulite

Além de uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos, um bom complemento na luta contra a celulite são os tratamentos estéticos feitos em clínicas e consultórios. Selecionamos cinco opções que prometem trazer bons resultados para quem quer vestir o biquíni sem constrangimento.

Carboxiterapia:

Este tratamento consiste na injeção de gás carbônico que através de uma agulha fina aumenta a circulação e oxigenação tecidual, levando à produção de colágeno. Contra a carboxiterapia há o fato de ser dolorida para quem se submete a ela.

Endermologia:

Trata-se de uma técnica de massagem computadorizada que, ao estimular a microcirculação, diminuiu as irregularidades da pele.

Intradermoterapia:

Como o nome diz, consiste na aplicação de ativos medicamentosos nos locais a serem tratados. Esses ativos têm como funções: diminuir a quantidade de gordura do local, estimular a oxigenação celular, estimular a produção de fibras elásticas e colágenos.

Radiofrequência:

As ondas de rádios emitidas por este aparelho penetram na pele, aquecendo suas camadas mais profundas. Assim, aumentam a circulação local e promovem a contração das fibras de sustentação da pele.

Cavitação:

Ao produzir microfuros nas células de gordura, este equipamento acaba obrigando o organismo a reabsorver a célula, o que – além de diminuir a gordura acumulada no local – contribui para o nivelamento da pele.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Qual o limite da estética?

tiago valenti cirurgiao plastico

tiago valenti cirurgiao plastico

Entrevista com o Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico para a revista NOI.

Qual o limite da estética?

NOI – Os primórdios da cirurgia plástica datam do século II a.C. nos povos Indus com a prática da confecção de retalhos de pele em lugar de suturas tensionadas focando reparar ferimentos decorrentes de guerras e punições. Hoje, o foco desta especialidade mudou? É só a estética?

Tiago Valenti – Não, a Cirurgia Plástica mantém, nos dias de hoje, este ramo restaurador. A confecção de retalhos, enxertos de pele, tratamento de grandes queimados é uma incumbência do Cirurgião Plástico. Mas a mídia tem um papel muito importante neste contexto devido ao apelo estético, à valorização das formas corporais.

NOI – O desejo de se amoldar aos padrões de beleza idealizada pela sociedade, ou pela própria pessoa, pode levar a uma busca desenfreada da “perfeição”? Como isso se manifesta no consultório? Como saber se o pedido do paciente é realmente necessário? Como convencer um paciente de que o que ele está solicitando pode não ser o melhor para ele?

Tiago Valenti – Hoje em dia, todos buscam a perfeição. No meu entender, não existe pessoa perfeita e sim um processo de aceitação do seu biótipo. Como profissional, devo examinar o paciente e dar o meu parecer em relação à sua queixa, à procedência desta queixa e a quais melhorias posso propor a ele. Evidentemente, cada paciente é um caso; quando o pedido é exagerado, tento dentro da consulta mostrar o exagero pretendido e fazer a paciente retornar à sua realidade.

NOI – O que não se “conserta” com a cirurgia plástica?

Tiago Valenti – Muitas pessoas buscam retomar sua auto-estima através da cirurgia plástica exigindo do profissional médico verdadeiros milagres. Por isso, sempre enfatizo o confronto da imagem corporal verdadeira, real, com o esperado pelo paciente. Como tudo em medicina, médico e paciente possuem uma parcela de contribuição para um resultado satisfatório a ambos. Faço a minha parte, realizo minhas cirurgias com o máximo de dedicação, técnica e empenho e oriento aos pacientes que sigam minhas orientações. É importante que cada paciente tenha consciência de que a cirurgia plástica não é garantia de que devido a uma aparência melhor ele alcançará uma promoção no trabalho ou um novo emprego, enfim… Mas, com certeza, a melhora da auto-estima contribui para isso. Porém estas questões não são “consertadas” pelo ato cirúrgico isoladamente.

NOI – O que o Senhor expõe ao paciente quando procurado para realização de um procedimento?

Tiago Valenti - O primeiro contato é o mais importante. As expectativas serão divididas e digeridas em 60 minutos. Inicialmente, examino o paciente confrontando sua expectativa com o mundo real. Explico o tipo de procedimento que seria mais indicado naquela circunstância para aquele resultado, o tipo de anestesia a ser utilizada, a necessidade ou não de internação hospitalar. Sugiro que o paciente converse com seus familiares sobre a cirurgia, o pós- operatório e as modificações que ocorrerão para que eles tenham ciência e apóiem sua decisão. Evidentemente, a rotina pré-operatória do cirurgião é explicitada, orientando a cessação do tabagismo, de alguns medicamentos, alimentação balanceada, realização de exames laboratoriais e de imagem. As fotos são importantes para que o paciente indique o que considera um “defeito” e para orientar o cirurgião, contribuindo para que, juntos, discutam os reparos a serem realizados, discutam novamente sobre as expectativas e, no pós-cirúrgico, comparem os resultados apresentados. No meu consultório, analiso as imagens de pacientes no pré-operatório, aos 15, 30, 60 e 90 dias após a cirurgia. Na consulta cada paciente também recebe uma pasta de especificações onde consta o contrato médico, o termo de consentimento cirúrgico, as orientações pré e pós-operatórias, o orçamento médico e um esclarecimento sobre algo muito importante na cirurgia em geral, as cicatrizes. Sempre entrego um artigo explicando sobre cicatrizes hipertróficas, quelóideanas, cuidados com cicatrizes, para que o paciente tenha ciência de que, por se tratar de uma cirurgia, sempre haverá cicatrizes, por menores que sejam.

NOI – Pois bem, chegamos ao pós-operatório… O que o Senhor considera primordial nesta fase do tratamento e quais as complicações a curto, médio e longo prazo que devem ser observadas? Como o senhor acompanha suas pacientes nesta fase?

Tiago Valenti – A drenagem linfática, o cumprimento das orientações e a dieta são itens fundamentais para a boa evolução do pós-operatório. Todas as orientações médicas devem ser seguidas à risca. Na consulta pré- operatória cada paciente recebe todas as orientações para o pós-operatório imediato. Estas são sempre reforçadas no momento da alta hospitalar. A minha rotina no pós-operatório é o acompanhamento telefônico diário até o sétimo dia após a cirurgia. Então, diariamente, questiono o paciente quanto a possíveis sintomas relacionados a complicações, informo as atividades que já pode exercer a partir daquele momento, as medicações que deve tomar, o tipo de dieta que deve seguir e os cuidados com os curativos. A médio e longo prazo procuro ter um seguimento do tratamento, principalmente para pacientes submetidos a lipoaspiração e abdominoplastia, a fim de manterem seu peso.

NOI – Em um meio tão competitivo, o que o senhor considera ser o seu diferencial?

Tiago Valenti – O Relacionamento médico- paciente é o meu diferencial.

Dr. Tiago Valenti é Cirurgião Plástico, filho de Aldo Francisco e Inelve Peruffo Valenti, casado com Mirian Pecis Valenti com quem tem duas filhas, Luiza e Karina. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica desde 1993, já realizou mais de cinco mil cirurgias nos hospitais Mãe de Deus, São Lucas da PUCRS e Ernesto Dornelles, em Porto Alegre. Mantém consultórios em Bento Gonçalves, sua cidade natal, na Rua General Cândido Costa, 65/1204, Ed. Palazzo Del Lavoro, telefones (54) 3454 1043 e 30554745 e em Porto Alegre na Avenida Taquara, 386, 4º andar, fone (51) 33883140.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , | Deixar um comentário

Cirurgias plásticas associadas – cuidados no pré-operatório

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico

Elas ainda almejam um corpo com curvas, apesar de os padrões de beleza internacionais ditarem a moda das mulheres magras e retas. Em terceiro lugar na pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), as brasileiras procuram cirurgiões principalmente em busca de ter seios e nádegas maiores, e para tanto fazem mais de uma cirurgia ao longo da vida.

Para conquistar um corpinho curvilíneo, com a barriguinha sarada e cinturinha de pilão, elas ainda recorrem à lipoaspiração.

Em busca do corpo perfeito, e com curvas, muitas delas correm sérios riscos quando se submetem a cirurgias. Edith Kawano Horibe, especialista e membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, explica que em alguns tipos de cirurgias associadas, ou seja, quando duas são feitas no mesmo dia, o risco é semelhante àquele em uma única cirurgia. “Mas, se forem realizadas muitas de porte grande, pode aumentar o risco sim. É importante explicar que existem cirurgias que podem ser feitas juntas, mas qualquer cirurgia, mesmo que simples, exige cuidados pré e pós operatórios”, esclarece.

Em relação aos intervalos entre um procedimento e outro, a cirurgiã afirma que este período varia para cada paciente. “Depende muito de qual cirurgia e da condição clínica de cada mulher. Essas condições são definidas pelos exames laboratoriais e clínicos. Então não há como definir exatamente o tempo”.

Quando os exames indicarem perfeitas condições de saúde para a cirurgia, e o paciente for jovem, Horibe afirma a associação das cirurgias geralmente é permitida. “Pode-se fazer então o rejuvenescimento da pálpebra e ao mesmo tempo corrigir a flacidez do pescoço. Fazer plástica de pálpebras e da mama, lipoaspiração e abdômen, mama com a face, peeling químico com a cirurgia da face, entre outras. Três cirurgias ao mesmo tempo não são aconselháveis”, aponta.

Para a cirurgiã, passar por duas cirurgias no mesmo dia traz algumas vantagens, como, ganhar tempo na recuperação, na internação hospitalar, fora isso ainda vai diminuir os gastos com honorários da equipe média.

Nestes casos, mais do que nunca, é preciso procurar um profissional experiente e com boas recomendações. A cirurgiã esclarece que logo na primeira consulta o paciente deve contar toda a história de vida em relação à saúde. “O médico deve levantar o máximo de informações sobre ele, fazendo perguntas sobre história pessoal, antecedentes familiares, alergias, etc, para depois ser submetido ao exame físico”, acrescenta. Além dos exames pré cirúrgicos e também radiológicos, no caso de mamas e outros órgãos, o profissional deve tirar fotografias e estudar o caso.

Antes de procurar algum médico cirurgião é preciso antes de mais nada observar junto à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica se o nome deste profissional consta como especialista e se ele é membro titular. Para ser considerado cirurgião plástico, o médico precisa cursar 6 anos de medicina, mais 2 anos de cirurgia geral (residência) e mais 3 anos de formação de residência ou estágio de cirurgia plástica.

“Depois de todos esses anos de estudos, o profissional precisa realizar trabalhos, pesquisas e fazer os exames para obter a titulação de especialista em cirurgia plástica, pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e a Associação Médica Brasileira, e se aprovado, é considerado membro titular de cirurgia plástica”, explica a médica.

Também é importante observar se o hospital ou clínica estão credenciados para a realização de cirurgias plásticas. E por precaução, marque uma consulta inicial com mais de um médico, para você mesma comparar as condutas e opiniões de cada um.

A cirurgiã também aponta que nesta primeira etapa o médico deve se mostrar preocupado com as suas expectativas, considerar as suas reações e sempre esclarecer as possíveis dúvidas. Quando perguntado sobre as suas qualificações profissionais, experiência e formas de pagamento, ele deverá respondê-las com naturalidade.

Mais do que isso, ele deve deixar claro sobre os riscos do procedimento e complicações. E, finalmente, se mostrar fotografias de outros pacientes, do antes e depois, como forma de ilustração, ressaltar que o resultado não é exatamente o mesmo.

Por:
Juliana Lopes

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Dieta Saudável

O termo dieta é usado popularmente somente para definir uma forma de controlar o peso. Mas na verdade, a palavra refere-se aos hábitos alimentares individuais. Cada pessoa pode ter uma dieta específica, seja para emagrecer, manter, engordar (saudável ou não).

O que realmente pode ser caracterizado como dieta para emagrecimento é a dieta restrita em calorias e não simplesmente o termo dieta.

Nem sempre uma pessoa que faz dieta para emagrecimento, está tendo uma dieta saudável. Isso vai muito além das calorias, a grande importância está na quantidade e variedade dos alimentos que consome.

Uma dieta restritiva que não leve em conta as necessidades do organismo poderá ter efeitos desastrosos para a saúde.

Para realmente ter uma dieta saudável vamos listar alguns pontos:

– Consuma diariamente alimentos de todos os grupos alimentares (cereais, hortaliças, leguminosas, carnes, leite e derivados, frutas);

– O doce e as gorduras devem ser consumidos esporadicamente e sempre com moderação;

– Consuma todos os dias pelo menos 2 porções de frutas;

– Evite o consumo de refrigerantes, mesmo os diet e light, e de bebidas alcoólicas;

– Retire a gordura aparente das carnes e a pele do frango;

– Dê sempre preferência aos alimentos cozidos, grelhados ou assados;

– Faça pelo menos 5 refeições por dia, assim terá uma melhor absorção dos nutrientes;

– Sempre que possível, prefira os cereais integrais como: arroz, pães;

– Modere na quantidade de sal que adiciona nos alimentos;

– Evite o consumo de alimentos industrializados, embutidos e enlatados, pois eles contêm muito sódio;

– Beba em média 1,5 litro de água por dia;

– Pratique atividade física, nem que seja por somente 30 minutos todos os dias.

Por:
Camila Rebouças de Castro
Nutricionista – CRN-3 14.112

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , , | Deixar um comentário

Novidades para bronzear sem queimar

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico

Para aproveitar o melhor do sol, todos os anos chegam ao mercado muitos reforços ao arsenal contra os raios UVA e UVB. As mais recentes incluem desde maquiagem até roupas com impedem a ação nociva do sol.

Para cada necessidade, uma fórmula diferenciada. Fazer uso desses produtos regularmente protege do envelhecimento precoce, de queimaduras, de manchas e, principalmente, do câncer.

Para ajudá-lo na melhor escolha do protetor solar, a dermatologista Rafaela Bergman Correia, representante da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) em Caxias do Sul, dá dicas de novidades em proteção solar.

- Nanotecnologia: o que há de mais moderno em ciência e tecnologia já cabe em pequenos frascos. Algumas fórmulas contêm substâncias que protegem o núcleo da célula contra o câncer de pele e o envelhecimento. Alguns filtros solares são ricos em substâncias antioxidantes que ajudam a reorganizar o colágeno, amenizando as linhas de expressão e a flacidez.

- Roupas com protetor solar: substâncias químicas especiais no tecido impedem a ação do sol na pele coberta pela roupa. Há camisetas, chapéus com abas largas, saídas de praia, luvas e roupas de banho para adultos e crianças. A proteção não sai com as lavagens. A grande vantagem é que onde a roupa cobre não há necessidade de usar o protetor solar tópico.

- Fotoprotetores orais: fórmulas em cápsulas que protegem as células contra os raios nocivos e retardam o envelhecimento. As principais substâncias usadas para fotoproteção oral são licopeno, betacaroteno, vitamina E, luteina, pycnogenol e polypodium leucotomos. Os fotoprotetores orais não substituem o uso do protetor solar convencional. São produtos que, dependendo da prescrição, podem ser usados diariamente (em peles especiais, com tendência a envelhecimento precoce e câncer de pele) ou em períodos de maior exposição solar. Conforme a dose utilizada, há risco de a pele ficar amarelada.

- Sabonete com protetor: indicado para pessoas que lavam muito as mãos ou até para aqueles que dirigem muito. Porém, o fator de proteção solar é baixo. O ideal ainda é usar protetores convencionais ou luvas com protetores solares na composição do tecido.

- Cor: linha de protetores com cor, com aspecto de base em pó e compacta, o que permite uma pele maquiada, protegida e natural.

- Hidratação: filtros solares incorporados a hidratantes facilitam o dia a dia, deixando a pele macia e protegida ao mesmo tempo.

Fonte: donna

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico, Dicas de Beleza | Com a tag , | Deixar um comentário

Lipoaspiração e Lipoescultura – Dr. Tiago Valenti

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico

Indicação:
A lipoaspiração é uma cirurgia para a redução do volume de gordura corporal, em áreas localizadas, conferindo ao paciente um melhor contorno corporal. Embora muitos pensem, a lipoaspiração não é feita para perder peso, pois a maior mudança se dá na silhueta corporal e não balança.

Os melhores resultados são obtidos nas lipoaspirações em que o paciente apresenta gordura localizada. Cirurgias em áreas extensas e grandes volumes têm maior probabilidade de deixar irregularidades.

No caso da lipoescultura, parte da gordura aspirada é usada para enxertar áreas em que se precisa um maior preenchimento (glúteo, sulcos da face, etc.).

Tipo de anestesia:
Depende da área a ser operada e do volume de gordura a ser lipoaspirado. Pode ser desde a anestesia local, local com sedação, peridural, ou geral.

Tempo de internação:
Varia de 12 a 24 horas, dependendo do tamanho da lipoaspiração.
Pós-operatório:
Geralmente há edema (inchaço) e equimoses (manchas roxas), que resolvem sozinhos em 21 dias , na maioria dos casos.
Durante o 1o mês depois da Lipoaspiração o paciente apresenta notável melhora do edema, quando então passa a notar endurecimento na área operada, decorrente da cicatrização interna. Este endurecimento melhora progressivamente durante o 2o e 3o meses, época na qual ocorre uma maior retração da pele. Uma cinta elástica deve ser usada por 1,5 mês e é indicada drenagem linfática e ultrassom a partir de 7 dias da cirurgia, no intuito de acelerar a recuperação, reduzir o inchaço e o endurecimento.

Complicações:
São raras as complicações em lipoaspiração, porém podem ser citadas: hematoma, seroma, irregularidades, infecção, trombose, acidentes durante a cirurgia e problemas anestésicos.

O seroma, a complicação mais comum em grandes lipoaspirações, é o acúmulo de um liquido claro na região operada, formando como uma “bolsa de água”. Nestes casos procede-se ao esvaziamento através de punções, com resolução do problema e sem prejuízo do resultado. Pode-se usar drenos em lipoaspirações extensas, o que reduz o risco de seroma, por drenar o liquido formado, evitando assim que este acumule.

Resultado Definitivo:
O resultado definitivo da Lipoaspiração se dá após 6 meses, porém chega-se a 80% aos 4 meses.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , | Deixar um comentário

Procedimentos Pré-cirúrgicos – Dr. Tiago Valenti

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico

1) 15 dias antes da cirurgia não tomar medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico, como por exemplo: fontol, melhoral, aspirina ou  A.A.S.;

2) 15 dias antes da cirurgia diminuir o uso de cigarro ou parar de fumar;

3) 15 dias antes da cirurgia aumentar a quantidade de frutas e sucos como kiwi, laranja ou acerola; no mínimio 1 copo pela manhã e outro copo à noite;

4) 7 dias antes da cirurgia realizar eletrocardiograma, exames de sangue.

5) Aguardar telefonema do Dr. Tiago Valenti 1 dia antes da cirurgia;

6) Se algias pelo corpo tomar tylenol, dôrico ou neosaldina.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , | Deixar um comentário

Carboxiterapia – Dr. Tiago Valenti

A Carboxiterapia é uma técnica nova, simples e comprovada utilizada para o tratamento da flacidez cutânea, celulite e estrias através do aumento da perfusão sanguínea e do metabolismo local. É um tratamento rápido, confortável e efetivo. A Carboxiterapia é um método não cirúrgico onde o Dióxido de Carbono (CO2) é injetado no tecido sub-cutâneo através de uma agulha fina (como a de insulina). A partir do ponto de injeção o dióxido de carbono se difunde rapidamente para as áreas adjacentes. Utilizando os modernos princípios da lipoaspiração, é possível ter uma melhor retração da pele e com isso, melhores resultados.

A Carboxiterapia é geralmente utilizada para o tratamento da celulite, da flacidez cutânea, das adiposidades localizadas, de estrias e de cicatrizes inestéticas, mas também pode de ser um tratamento complementar à lipoaspiração.

O tratamento funciona da seguinte maneira: o Dióxido de Carbono age de duas maneiras complementares. Primeiro, simplesmente o Dióxido de Carbono destrói mecanicamente a célula de gordura. Segundo, ele possui um grande efeito vasodilatador nos capilares locais. Uma maior circulação sanguínea significa maior fluxo de oxigênio. O aumento do oxigênio é importante pois elimina a formação de fluidos entre as células. O resultado é um menor número de células gordurosas e um subcutâneo mais firme. Quando aplicado em camada mais superficial estimula a síntese de elastina e de colágeno contribuindo para a retração da pele que passará a ter melhor qualidade estética. O Dióxido de Carbono não é um produto tóxico, ele é produzido naturalmente pelas células do nosso organismo, é um produto do metabolismo celular, e é transportado pelo sangue e exalado pelos pulmões.

O processo geralmente não é doloroso, o procedimento é realizado com uma agulha muito fina como a de insulina. Alguns pacientes relatam a sensação de ardor na área que está sendo tratada com a duração de poucos segundos. Como resultado do aumento da circulação sanguínea os pacientes podem ter a sensação de aumento da temperatura local durante 10 a 20 minutos após a sessão. São necessárias entre 10 e 15 sessões para eliminar a celulite dependendo do grau e extensão. As sessões devem ser realizadas de 2 a 3 vezes por semana. A Carboxiterapia não tem contra indicações e nenhum efeito colateral pode ser relacionado a esse tratamento.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , | Deixar um comentário

Abdominoplastia – Dr. Tiago Valenti

O termo abdominoplastia (plástica do abdômen) engloba todos os procedimentos que atuam sobre o abdômen, visando a sua correção estética e/ou funcional. Com o advento da lipoaspiração, a intervenção foi se aperfeiçoando e atualmente conjugada com a lipoaspiração, a técnica vem sendo cada vez mais utilizada no mundo inteiro.

Este método é indicado para quem tem gordura localizada e flacidez, fator predominante nas pessoas com mais de 35 anos, sendo, porém, desaconselhável, para quem está acima do peso.

A técnica proporciona um resultado harmonioso do contorno corporal em pacientes que apresentam peso normal, ou no máximo 10% acima. As vantagens do procedimento são: cicatriz mínima eliminando pequenas deformidades gordurosas e o afastamento dos músculos reto-abdominais, deixando o corpo com novo contorno e cintura.

Existem informações errôneas quanto a esta cirurgia, informações essas geradas por casos excepcionais de pacientes operadas por profissionais não habilitadas para tal e que costumam associá-la a intervenções cirúrgicas maiores, na cavidade abdominal, aumentando o risco e o prognóstico pós-operatório. Deixe que o seu cirurgião plástico escolhido lhe informe sobre a conveniência de associá-la a outra (s) cirurgia (s) e pondere bastante com ele sobre as vantagens e desvantagens de tal associação.

Atualmente, com a crescente freqüência das cirurgias bariátricas – cirurgias de diminuição do estômago para promover uma perda de peso significativa em pacientes com obesidade extrema – , os pacientes procuram o cirurgião plástico para livrar-se do excesso de tecidos, após a perda de peso. Esses procedimentos, conhecidos como cirurgias do contorno corporal, ganharam uma grande aliada no final dos anos 70: a lipoaspiração. Como cada caso é individual, cabe ao cirurgião decidir se existe a necessidade de se remover apenas o excesso de gordura através de uma lipoaspiração ou se é necessário retirar o excesso de pele, por meio de uma cirurgia chamada de dermolipectomia.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , | Deixar um comentário

Cirurgia Plástica X Cicatrizes

Fazer uma cirurgia plástica e corrigir aquele “defeitinho” que tanto incomoda é um desejo da maioria das pessoas, principalmente as mais vaidosas. Entretanto, o que muitos não sabem é que, a cirurgia plástica não realiza milagres, e esquecem que todas as cirurgias plásticas deixam como “brinde”, uma cicatriz. Isso acontece porque a cicatriz é gerada pelo corte feito na pele, e independente do tipo de sutura utilizada para juntar novamente a pele, o resultado final será, irremediavelmente, uma cicatriz. Mesmo com as mais modernas técnicas de sutura e até mesmo o uso das chamadas “colas biológicas” não tem como escapar desse fato.

Segundo a Dra Deusa Pires Rodrigues, especialista em Cirurgia Plástica e Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o que os cirurgiões buscam é minimizar os efeitos das cicatrizes, buscando coloca-las em locais pouco visíveis ou então coincidindo com as chamadas “linhas de forças naturais”, que são as marcas já existentes no corpo, ou nos lugares que ficarão cobertos por biquínis e/ou sungas ou por pêlos e cabelos.

No quesito cicatrizes existem algumas modalidades cirúrgicas que aparentemente não deixam nenhuma marca, tais como as cirurgias de nariz e queixo, porque nestes casos as cicatrizes ficam por dentro do nariz e da boca. Existem ainda áreas favoráveis a uma cicatrização mínima, como por exemplo, em algumas regiões do rosto, preferencialmente as pálpebras. Além da cicatrização mínima, esse procedimento é favorecido pela presença do sulco natural dos olhos, que é exatamente onde se “esconde” a suave cicatriz. Outro exemplo de cicatriz ocultada por sulcos naturais é a cirurgia de orelha, onde a incisão é feita bem na fenda natural, dando a impressão que não existe nenhuma cicatriz por ali. A colocação de próteses nas nádegas também segue essa regra: a incisão é feita na prega interglútea.

Já outras regiões são favoráveis por causa da diferença de cor, como no caso das mamas. Então as cicatrizes ficam exatamente na transição da aréola (parte mais escura do peito) com a pele mais clarinha, e dessa forma ficam imperceptíveis. Alguns procedimentos, no entanto, são particularmente, favoráveis no quesito cicatriz. A lipoaspiração lidera o ranking, até porque suas incisões têm apenas 4 mm e podem ser localizadas em áreas normalmente cobertas (marca do biquíni). Entretanto, é sempre bom lembrar que a lipoaspiração não é método de emagrecimento, e em alguns casos não resolve o problema de excesso de gordura na barriga, sendo necessário primeiramente perder peso e posteriormente a realização de outro tipo de cirurgia para remoção das sobras de pele.

As cirurgias que deixam as incisões mais evidentes são a mamoplastia (redução ou elevação das mamas), cicatriz em forma de T invertido, e a abdominoplastia (remoção de pele e gorduras abdominais), que geralmente deixa uma incisão que vai de um lado ao outro na região do quadril. Nesses casos o médico deve deixar bem claro aos pacientes quanto ao resultado final para que se avalie a relação custo/benefício desse procedimento. “É fundamental analisar bem se o problema que a leva a submeter-se a cirurgia, incomoda mil vezes mais que a possibilidade de uma cicatriz mesmo que visível”, comenta a Dra. Deusa.

Onde se localizam as cicatrizes nos locais cirúrgicos:

Olhos – sulco palpebral e rente aos cílios inferiores;

Orelhas – sulco atrás das orelhas;

Nariz – dentro das narinas;

Queixo – dentro da boca, na gengiva;

Eliminação de rugas – pregas pré e pós-operatória e rente a raiz do cabelo;

Braços – em T na prega axilar estendendo-se até cotovelo;

Diminuição de mamas – em T invertido ou vertical;

Prótese de seio – axila, sulco mamário, circo inferior (semicírculo) da aréola;

Próteses de bumbum – prega interglútea;

Outros tipos de próteses – pregas naturais;

Cirurgia pós-obesidade – abdominoplastia: incisões de até 30 cm; dermolipectomia de coxas: de até 20 – 25 cm.

Quando se fala em cicatrizes temos que considerar também as características pessoas e raciais. Indivíduos da raça negra e amarela geralmente têm maior tendência a desenvolver quelóides que são cicatrizes exageradas, exuberantes. Outro fator importante é com relação à idade, porque hoje a cirurgia plástica é procurada desde crianças e adolescentes à pessoas de até 60 anos. Quanto mais jovem o individuo, mais visível a cicatriz devido a maior capacidade de deposição de tecidos cicatriciais. À medida que envelhecemos, o adelgaçamento da pele promove cicatrizes mais discretas e imperceptíveis daí o sucesso das liftings de rosto.

Em quaisquer casos o cirurgião deve sempre explicar aos pacientes os processos da evolução da cicatriz em relação a sua aparência. Toda cicatriz fica vermelha até 7 ou 8 meses após a cirurgia. A partir daí ela vai clareando até 1 ano ou 1 ano e meio. No fim desse prazo, se o paciente cicatrizar perfeitamente bem, a cicatriz estará sob a forma de um fio branco. Mas desaparecer completamente, isso nunca vai acontecer.

Em seu resultado final, as cicatrizes podem se mostrar:

a)     Como um fio de 1 mm branco ou castanho claro, no caso das pessoas da raça negra esse aspecto é o melhor possível.

b)     Como uma fita branca: a cicatriz é normal, porém alargou devido ao grau de tensão entre as bordas da incisão ou devido a fraqueza da ancoragem realizada pelos pontos subdérmicos.

c)      Cicatriz elevada e escura (arroxeada): é denominada cicatriz hipertrófica já é uma cicatriz anormal, mas não é quelóide; parece um cordão endurecido e escuro.

d)     Quelóide: cicatriz elevada, endurecida, escura, às vezes dolorosa e pode coçar. Em geral ultrapassa os limites da incisão em todos as direções (para cima, para os lados, para as extremidades).

A cicatriz queloideana é considerada patológica e merece tratamento à base de compreensão, uso de corticóides (pomadas, fitas adesivas, injeção) e até Betaterapia (radiação superficial que penetra a pele só 4 mm no máximo). Porém, mesmo com os tratamentos, a quelóide pode voltar com uma porcentagem grande. “Em pacientes potencialmente problemáticos (negros, orientais e indivíduos que já apresentam cicatrizes patológicas), evitamos deixar as bordas das incisões sob tensão e algumas vezes já indicamos Betaterapia a partir do dia seguinte à cirurgia. Podemos ainda prescrever pomadas a base de corticóide, antes da cicatriz engrossar”, comenta a especialista.

Por Vera Morais, em entrevista com Dra Deusa Pires Rodrigues, Especialista em cirurgia Plástica, Membro  Efetivo  da  Sociedade  Brasileira  de  Cirurgia  Plástica.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , | Deixar um comentário

Dr. Tiago Valenti – Cirurgião Plástico

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico

Dr. Tiago Valenti – CRM: RS16664 –  é cirurgião plástico membro associado da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica desde o ano de 1993.

Qualidade é prioridade quando alguém está à procura de um serviço de Cirurgia Plástica. Dr. Tiago Valenti trabalha com a mesma equipe cirúrgica (anestesista e auxiliares) há 25 anos e  possui em seu currículo mais de 5000 intervenções cirúrgicas.

Com especialistas gabaritados, dedicação, experiência e rotina de trabalho, a equipe está preparada para atender você em uma atmosfera agradável e profissional, obtendo sucesso e perfeição em cada cirurgia realizada desde a mais simples até a mais complexa.

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico e sua equipe realizam suas cirurgias plásticas em dois hospitais de Porto Alegre:

Hospital São Lucas da PUC/RS
Hospital Ernesto Dornelles

Atende seus pacientes em dois consultórios:

Bento Gonçalves, RS (Cidade Natal)
Porto Alegre, RS (Residência)

Dr. Tiago Valenti Cirurgião Plástico
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Publicado em Cirurgião Plástico | Com a tag , , , | Deixar um comentário